$type=slider$count=5$meta=no$readmore=no$show=home

$show=post

A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango

COMPARTILHE:

Apesar do Osso de Lebombo ser muito mais antigo, grande parte dos historiadores e cientistas só consideram o Osso de Ishango ou Bastão de Ishango como o objeto mais antigo da Matemática, por ter uma aritmética concreta, e com isso, estudado com profundidade. O osso, provavelmente, é de 20.000 anos a.C., no Paleolítico Superior, proveniente do vilarejo de mesmo nome, que fica no Congo, na divisa com Uganda.

Continuando a série de artigos sobre a Matemática no Continente Africano, vamos agora conhecer um pouco do objeto mais antigo da humanidade que seja referente a Matemática, o Osso de Ishango ou Bastão de Ishango.

 A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Osso ou Bastão de Ishango

Como dissemos no artigo anterior, existem diversos objetos, descobertos por arqueólogos e que atualmente estão em museus, que comprovam a prática da Matemática por diversos povos da antiguidade, principalmente no continente africano. O objeto mais antigo, provavelmente de 35.000 anos a.C, é o Osso de Lebombo. Descoberto numa caverna, nos Montes Libombos, entre a África do Sul e Suazilândia, o osso, ou uma fíbula de babuíno, tem 7,7 centímetros com 29 entalhes, e se assemelha com os bastões calendário utilizados antigamente e ainda hoje por alguns Clãs de Bosquíamos da Namíbia. Acredita-se que o Osso de Lebombo era usado pelos Bosquíamos para calcular números e medir a passagem do tempo, e como media os ciclos lunares, acredita-se que também era usado no controle do ciclo menstrual das mulheres.

 A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Osso de Lebombo

Apesar do Osso de Lebombo ser muito mais antigo, grande parte dos historiadores e cientistas só consideram o Osso de Ishango ou Bastão de Ishango como o objeto mais antigo da Matemática, por ter uma aritmética concreta, e com isso, estudado com profundidade. O osso, provavelmente, é de 20.000 anos a.C., no Paleolítico Superior, proveniente do vilarejo de mesmo nome, que fica no Congo, na divisa com Uganda. É um pequeno osso petrificado, de apenas 10 cm de comprimento, com um cristal de quartzo em uma extremidade (provavelmente para gravar, já que na época não existia a escrita) e que trazia três séries de entalhes agrupados. Atualmente, o osso está no Instituto Real Belga de Ciências Naturais, em Bruxelas, na Bélgica. Alguns arqueólogos dizem que os cálculos são referentes a um jogo aritmético, e outros dizem ser referente ao calendário lunar.

 A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Osso de Ishango no Instituto Real Belga de Ciências Naturais 

O Bastão de Ishango tem sua primeira coluna com entalhes unidas em pequenos grupos: de 3 e 6 entalhes; 4 e 8; 10; 5 e 5; e 7 entalhes. As outras duas colunas são formadas por grupos de 11, 21, 19, 9 e 11, 13, 17, 19 entalhes. Para quem defende ser um jogo aritmético, diz que uma operação de duplicação dos números aproximada na primeira coluna, seguida do “ritmo” de 10 + 1, 20 + 1, 20 – 1, 10 – 1 e, na seguinte, os números primos entre 10 e 20. Para quem defende ser a representação do calendário lunar, diz que a soma de cada uma das duas últimas colunas 11, 21, 19, 9 e 11, 13, 17, 19 é igual a 60, ou seja, dois meses lunares, e a primeira coluna dá um total de 48 traços, equivalente a um mês e meio lunar.

 A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Entalhes nas três colunas do Osso de Ishango

O Osso de Ishango, por ser um objeto extremamente antigo, em média de 15 mil anos antes da civilização egípicia, espantou toda a comunidade científica, já que seus traços agrupados mostram uma lógica matemática. Para explicar os quatro traços grandes e os três traços pequenos do número 7, verifica-se que alguns povos utilizam gestos e palavras diferentes (dentro do mesmo povo) para expressar um mesmo número. Por exemplo, o número 7 poderia ser expresso por 5 e 2 ou 4 e 3, assim como o povo mbai (etnia nilo-saariana que vive na República Centro-Africana, no Chade e na Nigéria) dizem muta muta para o número 6 (ou seja, 3 + 3 ); o número 8 chama-se soso (4 + 4), entre outros. Em diversas línguas na África Oriental, o número 8 chama-se muname, correspondente a ne-na-ne (4 + 4).

 A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Osso ou Bastão de Ishango

Estudiosos desconfiam haver dois sistemas de numeração, simultaneamente, no Bastão de Ishango, pois estudando o sistema baali (etnia do Alto Congo), 4 e 6 são os números de base. O papel do 10, base do sistema de numeração decimal, é desempenhado pelo 24 (4 x 6). Quando o 576 (24²) é obtido, é inventada uma nova palavra e o método de contagem recomeça desde o início. Os ndaaka (etnia do noroeste do Congo) misturam as bases 10 e 32; o 10 é conhecido como bokuboku; o 12 por bokuboku no bepi (10 + 2); o 32 é edi; o 64 é edibepi (32 x 2), entre outros. 

 A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Entalhes nas três colunas do Osso de Ishango

O Bastão de Ishango tornou-se um objeto que confirmou que alguns africanos se divertiam fazendo cálculos. Nele, não foi observado nenhum traço com números primos, mas sistemas numéricos de base mista, como o 6 e 10, poderiam explicar as sequências 5 (6 – 1), 7 (6 + 1), 11 (2 x 6 – 1), 13 (2 x 6 + 1), 17 (3 x 6 – 1), 19 (3 x 6 + 1) para os quatro primeiros números de uma coluna (11, 13, 17 e 19); e 9 (10 – 1), 11 (10 + 1), 19 (2 x 10 – 1) e 21 (2 x 10 + 1) para os elementos da outra coluna. Suspeita-se que o comprimento dos entalhes tem algum sentido, por exemplo, na coluna do meio, o segundo grupo tem seis traços, sendo três traços de mesmo comprimento, seguido por um traço mais comprido e por um ainda maior, chegando a seis. Da mesma forma, o quarto grupo, com oito traços, é constituído por um subgrupo de três traços mais longos. Assim, cada grupo estaria subdividido. Então, o Bastão de Ishango tem um sistema de contagem de bases mistas, explicando por que as somas das colunas são 60 e 48 (dois números múltiplos de 3 e de 4). 

Assim como o povo de Ishango e outros povos do Congo, foram descobertas algumas palavras usadas para designar números na região dos yasgua, na Nigéria: 1 se diz uniy; 2, mva; 3, ntad...; 8, tondad...; 12, nsog; 13, nsoi (12 + 1); 14, nsoava (12 + 2), etc. Os Birom, também na Nigéria, utilizavam: 1 se diz gwinì; 2 ; 3 tàt; 9 aatàt (12 – 3); 10 aabà (12 – 2); 11 aagwinì (12 – 1); 12 kúrú; 13 kúrú na gw gwinì (12 + 1); 14 kúrú na v bà (12 + 2), 15 kúrú na v tàt (12 + 3), etc.

 A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Versão gigante do Osso de Ishango, em Bruxelas, Bélgica

Como as somas das três colunas do bastão são números múltiplos de 12, e como outros povos africanos antigos misturavam as bases 10 e 12, há grandes indícios de que esses povos foram influentes nos sistemas de numeração 10, 12 e 60, em civilizações do Oriente Médio e no Egito. Lembrando que utilizamos esses sistemas de numeração até hoje, como a dúzia, meses do ano, 24 horas no dia, polegadas, etc. (base 12); horas, minutos e segundos, 360 graus e seus submúltiplos (base 60); e diversas situações de nosso cotidiano, no caso do sistema decimal. Lembrando também que essas civilizações foram influentes para o progresso da matemática grega, então, há uma enorme importância de outros povos, milhares de anos mais antigos, como o de Ishango, na História da Matemática.

 A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Origem do Osso de Ishango - Divisa do Congo com Uganda

Nas próximas postagens, continuaremos a falar sobre a Matemática no Continente Africano. Lembrando que, antes de começar a série de artigos sobre o continente, já havíamos escritos dois artigos referente aos Papiros da Matemática Egípcia, o Papiro de Rhind ou Ahmes e o Papiro de Moscou

Obs.: A fonte principal deste artigo foi a Revista Scientifc American Brasil - Edição Especial - Etnomatemática.

Acompanhe as próximas postagens, fique atento! Para não perder nada, assine gratuitamente o nosso blog!

COMENTE ESTE POST:

Comentaristas: 2
  1. Olá, muito obrigada! Conteúdo maravilhoso! Vou compartilhar com companheir@s de trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado!!! Estamos junt@s por uma Educação antirracista!

      Excluir
‣ Atente para a politica de comentários do blog.
‣ Marque a opção Notifique-me para ser avisado quando o seu comentário for respondido.

Nome

Africa,25,Blog,23,Concurso Público,85,Educação,7,Ensino,26,Ensino Fundamental,44,Ensino Médio,4,Geometria,10,História da Matemática,51,Vídeos,26,
ltr
item
Matemática é Fácil!: A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
A Matemática no Continente Africano – O Osso de Ishango
Apesar do Osso de Lebombo ser muito mais antigo, grande parte dos historiadores e cientistas só consideram o Osso de Ishango ou Bastão de Ishango como o objeto mais antigo da Matemática, por ter uma aritmética concreta, e com isso, estudado com profundidade. O osso, provavelmente, é de 20.000 anos a.C., no Paleolítico Superior, proveniente do vilarejo de mesmo nome, que fica no Congo, na divisa com Uganda.
https://1.bp.blogspot.com/-HuAUHI9UfU8/V3BE4Jt46AI/AAAAAAAAJZQ/KNYp2l7GWjA-6IMKzdfQGfOulCGm_f9cACKgB/s1600/Osso%2Bde%2BIshango.PNG
https://1.bp.blogspot.com/-HuAUHI9UfU8/V3BE4Jt46AI/AAAAAAAAJZQ/KNYp2l7GWjA-6IMKzdfQGfOulCGm_f9cACKgB/s72-c/Osso%2Bde%2BIshango.PNG
Matemática é Fácil!
https://www.matematicaefacil.com.br/2016/07/matematica-continente-africano-osso-ishango.html
https://www.matematicaefacil.com.br/
https://www.matematicaefacil.com.br/
https://www.matematicaefacil.com.br/2016/07/matematica-continente-africano-osso-ishango.html
true
995136489838073173
UTF-8
Carregar todos os posts Não foi encontrado nenhum post Ver todos Leia mais Resposta Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTS Ver todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO PESQUISE VER TODOS Não foi encontrada nenhuma correspondência com o seu pedido Voltar ao Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Mai Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguidor ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO ETAPA 1: compartilhe em uma rede social ETAPA 2: Clique no link em sua rede social Copie todo código Selecione todo código Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar Tabela de conteúdo